31 de ago de 2010

Blog Day !

Blog Day 2010


Hoje dia 31 de agosto é comemorado o Blog Day ! Isso significa indicar cinco blogs que você gosta e lê e linkar ! Acho muito simpática a idéia desse dia. Inclusive um dos blogs que indicarei aqui pude falar pessoalmente com a blogueira dizendo que ela constaria na minha lista.
Pra quem não conhece os blogs da minha listinha, dá uma passada lá.
Pra quem não sabia do Blog Day e quiser saber como participar ou mesmo só pra saber do que se trata, passa lá no Blog Day.org e dá um bizú.

Sem Formol não alisa: leio há algum tempinho e gosto bastante da maneira que a Dani, dona do blog, escreve. Falando um pouco de tudo e muito gostoso de ler.

Mel do Sol: a pessoa que escreve esse blog é a fofura em pessoa ( haha). Sempre simpática e atenciosa, escreve sobre muitas coisas - muitas delas engraçadas - de uma maneira bem leve apesar dos textos longos.

Garota in crise: blog mais intimista e pessoal. Tem um visual fofo com um layout bem feito. Tem um toque de "diário" que eu adoro, até porque a dona dele escreve os acontecimentos de um jeito não monótono. Sempre passo por lá pra ver se tem coisa nova!

yeah, and make me smile: blog de uma maranhense, estudante de jornalismo na ufsc. Os textos são ótimos e geralmente não muito longos. Fala bastante da faculdade e de jornalismo e de um jeito que eu acho bem diferente.

Mais magenta: blog de uma paulistana com um jeitão meio alternativo. Apesar da frequencia das postagens ser pouca e de ela ter ficado bastante tempo sem postar, sempre que pintam umas letrinhas novas por lá dou uma passada. Os textos tem um quê mais reflexivo e ela tem outro blog também que posta mais frequentemente mas que é só de poesias - Proa e vela - também muito bom com textos muito bem escritos.

Essa é minha listinha do Blog Day ! Quem quiser fazer uma é só vistar o site, ver como faz e se aventurar nas descrições ( nada fáceis ) de seus blogs adicionados nos favoritos. =)

Feliz Blog Day a todos !

Dia do nutricionista !

Olá !
Passando para deixar um parabéns para mim pelo dia da profissão que escolhi seguir. Nutrição é muito mais do que apenas saber o que comer. Nutrição está presente nas nossas vidas de um jeito que não nos damos conta. 
Comer é um ato íntimo e, da mesma maneira que cultivamos relações boas com as pessoas à nossa volta, devemos pensar na mesma forma sobre o alimento, nosso combustível da vida.
Se alguém que passa por aqui tem uma nutricionista, dê um abraço nela. 

Beijo a todos ! E comam melhor ! =)

30 de ago de 2010

Siting, waiting, wishing...

Que chegue logo novembro e eu possa me ver cara a cara ( nem tanto néam, mas eu me conformo) com a minha diva que fará um show por aqui nas terras tupiniquins dias 4 e 6 de novembro respectivamente em São Paulo e no Rio de Janeiro.
Who is she?
Corinne Bailey Rae !
Linda e brown aqui no Canecão em novembro ! Nem acredito. Em setembro garantirei meu ingresso e se tudo der certo posto algumas fotos aqui quando voltar do show em novembro.
Por enquanto deixo por aqui uma das minhas performances ao vivo favoritas ( sim, eu acho que ela canta tão bem ao vivo quanto no estúdio e isso é bem raro  pra mim), porque ela está tão linda e mergulhada no que está cantando e sempre que vejo tenho uma sensação muito verdadeira. Tenho que confessar que quando ouvi essa música pela primeira vez achei bem chatinha ( aliás, odiei o cd à primeira escuta - não foi o mesmo amor  instantâneo que rolou com o Colour me Free da Joss ), mas depois a escutei mais vezes e quando soube do contexto da sua escrita ( foi a primeira música que ela compôs após a morte do marido ) não consegui mais parar de ouvir e essa é uma das minhas preferidas do cd.
Essa música especialmente, todas as vezes que ela canta parece que ela se emociona muito, principalmente na parte do refrão ( ...and I'd do it all again ) ela sempre fecha os olhos e eu imagino que ela lembre de alguma coisa que viveu quando seu marido ainda era vivo. Na verdade ela sempre canta de olhos fechados a maior parte do tempo, mas essa música é perceptivelmente especial para ela uma vez que todas as performances dela ( sim, já vi várias ) são mais emotivas em relação as outras músicas, mas acho que essa é a mais.
Mas enfim, a versão de estúdio é boa, mas essa aqui é realmente especial...como a própria cantora aliás !

29 de ago de 2010

4 por 4

Há duas semanas fui ao teatro João Caetano assistir ao espetáculo 4 por 4 da Cia de Dança Deborah Colker. Uma palavra? Divino !
Tão divino que não consigo descrever e para tanto colocarei algumas imagens que achei na internet dos momentos que mais gostei do espetáculo ( como se desse pra escolher né ). Ahh, e teve uma parte muito boa nisso...aqui no Rio e temporada é popular, o que significa praticamente a obrigatoriedade em comparecer num evento desse porte por um preço muito muito camarada.
A temporada vai até dia 5 de setembro. Espero que quem não viu tenha a oportunidade de assistir e se arrepiar!
 



Sério, não percam !
Boa semana a todos.

17 de ago de 2010

Sonho de um ano sabático

                                                                        Janne

Quem sabe um dia eu possa ter um ano sabático. Me dar ao luxo ( ou seria o ócio?) de me ausentar de tudo para me encontrar mais comigo. Botar em prática a fala da professora da faculdade que afirma e reafirma que DEVEMOS sim, fazer apenas o que gostamos e se, não soubermos o que fazer aos 17 não há problema ( afinal como ela mesma diz e eu concordo isso é cruel ), e que devemos então viajar ! Imaginem viajar. 
Até hoje não sei se ela fala de maneira séria. Não que eu ache um completo absurdo , até porque na minha atual relação com com a faculdade, ter tido um ano sabático  - ou seja, um ano a mais para pensar em todos os aspectos que envolvem escolher uma profissão - certamente me levaria para outros caminhos. Não, não acho que é uma idéia nonsense, mas me parece uma coisa meio...impraticável.
E nem me refiro a ficar um ano inteirinho viajando, mas sim alguns meses e passar o resto do ano de folga. Pode ser que eu esteja falando bobagem, mas isso é quase inconcebível pra mim. Ou talvez a minha visão sobre um ano sabático esteja por demais abstrata. Um dos dois.
Afinal o que seria em sua essência um ano sabático?
Querer fugir da realidade e ficar vagando por aí  ou uma experiêcia muito boa em busca de autoconhecimento? Pode parecer óbvio para algumas pessoas qual a resposta "adequada", mas para mim é uma grande questão. 
Portanto, quando eu decidir no fundo do meu coração se eu desejo um ano sabático pra mim ou se acho quem faz isso um fanfarrão burguês , descreverei aqui meus planos para um ( aos trinta anos, claro, depois de ganhar dinheirinho trabalhando e não fazendo meus pais pagarem ok ) ou escreverei mais um texto longo e reflexivo.
Até !

p.s.: Ahh, a foto que ilustra o post tem a seguinte legenda: "Ele acaba de voltar de um ano sabático. Seu primeiro trabalho na nova fase vai ser na Stockholm Fashion Week, que começa semana que vem!". Sabe, não resisti quando vi a foto e como eu já estava com essa coisa de ano sabático na cabeça tive de escrever. Mas bem, voltar de um ano sabático com um trabalho num super evento de moda? Assim até eu tô sorrindo na foto !

12 de ago de 2010

Vai um cineminha?

Eu como uma pessoa completamente problemática com cinema - isso significa ir quase ( esse quase é quase uma ironia, mas ok ) toda a semana devidamente acompanhada do meu lindo namorado que tem o mesmo problema que eu  de cinefilia - achei esse lindo resuminho no uol cinema sobre as estreias ( sem acento néam...¬¬ ) para esse segundo semestre que, por sinal, vai bombar. E quanto as datas, como estamos no Brasil, algumas para nós significam apenas ano que vem, o que para mim significa de certa forma um pouquinho de economia do meu santo dinheiro de estudante ( ok, eu pago meia, mas sempre vou nos fins de semana exorbitantemente caros ). Ok, apesar de ser caro a qualidade dos cinemas atualmente é altíssima logo, para alguns filmes super vale a pena pagar um pouco mais, disse alguns e, não Alice no País das Maravilhas não se encaixa nisso. O que me dá medo é que essa atratividade visual toda contamine demais o mundo do cinema e tudo acabe virando apenas uma puta qualidade de som e imagem e nada mais. Belas fotografias e histórias bem recheadas certamente vão muito bem numa tela de imagem impecável, não me entendam mal. Mas acho que de uma certa maneira algumas produções são só para mostrar que o cara lá dos efeitos trabalha super bem. São esses filmes que me fazem olhar com uma cara de pidona para a moça da bilheteria querendo que meu dinheiro retorne  intacto para minha carteira.
  A lista dá pra conferir aqui !




No mais, bom fim de semana e curtam suas sextas feiras 13 em pleno agosto !

11 de ago de 2010

Medo !

Sério, quando vi essa foto foi difícil me segurar.

                        ( Giorgio Armani e Megan Fox no lançamento da linha de comésticos da grife)

                                                     ( Giorgio Armani curtindo um Porto em sua casa )

                                                        ( Giorgio Armani putinho depois desse post babaca ! )


Esse carinha vampiresco acima é de fato um vampiro ( Viktor ) do filme Anjos da Noite, lixotrash de primeira classe no quesito vampiros tradicionais e maus. Enfim, uma porcaria mesmo! 
Quanto à minha insuportável vontade de zoar o Armani no alto de seus 280 anos e com cara de que pegou um baite sol em seu iate, não sei explicar. Aliás a Megan Fox deve achar super natural sair tirando foto com o bonecos de cera  do Madame Tussauds no red carpet ! Só sei que olhei e me veio na hora esse carinha na minha mente perversa. Claro, que ele é uma versão mais invernal do Armani, mas vá... a cara macabra é E-X-A-T-A-M-E-N-T-E a mesma !

3 de ago de 2010

Agosto...

É mais um mês para passar. Mais um mês para apagar. Agosto, disto desgosto, pra mim, infelizmente, também tem um gosto acre. Não, eu não queria que tivesse, preferia e daria tudo para que fosse mais um mês de comemoração de aniversários e trocas de presentes. Que fosse o mês do Dia dos Pais pleno e não triste. Queria que não fosse mais um mês para passar os anos, para apagar seu rosto e me deixar o vento gélido da sua ausência tão doída  - cada vez mais -  e irreparavelmente definitiva. Queria... outro agosto.