13 de ago de 2011

World Nutrition Rio 2012

Toda a história por trás desse vídeo e deste grandioso evento ainda serão devidamente explicadas. Por enquanto fica o mistério e as imagens para dar um gostinho do processo de criação. Mas desde já vale registrar a minha felicidade em participar de uma equipe tão comprometida e alegre, que faz as coisas acontecerem e que trabalha porque acredita. Estar inserida nisto é único.
Depois conto toda a história.


12 de ago de 2011

Julho, um mês desafiador

                                          (acho que essa foi a minha cara em mais da metade de julho!)

Sim eu sei que prometi voltar. Sim, eu sei que fui relapsa e não atualizei o blog. Mas entendam. Sou uma mortal. Tão mortal que nem carta de alforria eu tive direito. Durante as férias trabalhei todos os dias no meu estágio no Instituto Phillipe Pinel. Todos os dias sim. Confesso que alguns dias eu resmungava feito uma velha e praguejava pelos quatro cantos. Afinal eu vivo no Rio de Janeiro e, apesar do inverno e de alguns dias com temperatura baixa, confesso que tiveram dias que o que eu mais queria era correr pra praia de Copacabana ( e sim, teve sol para isso) e me estender feito uma iguana (até rimou!), principalmente porque para fazer isso eu só precisaria descer um ponto de ônibus depois do que desço pro estágio (ou seja, muita tentação, e com meu namorado de férias então eu só precisaria de uma água de coco para ser absolutamente feliz).
 Alguns dias foram bem difíceis. Como trabalho em outro estágio com um clima e pessoas completamente diferentes, foi um pouco complicado me forçar a estar integralmente em um ambiente completamente novo e, ainda por cima, ter que mostrar meu trabalho, que eu sou uma pessoa séria e que não estava ali de bobeira (principalmente porque minhas  tão esperadas férias e descanso estavam sendo comprometidos por isto). Desta forma tive que praticar muito a arte da paciência, atributo este que me foi um pouco renegado. Também tive que praticar/aprender a incrível habilidade de engolir sapos. Também tive que aceitar que nem sempre se aprende com o outro, seja pela má vontade do indivíduo ou de sua incapacidade em repassar conhecimento, e que algumas vezes as conclusões feitas a partir de sua observação do espaço são bem mais válidas e reais do que uma informação teórica. Tudo isso em julho.
Em julho também comecei e larguei o Pilates. Depois da primeira aula não conseguia nem rir sem que meu abdômen doesse. Mas foi incrível, porque eu realmente gostei muito. Ok, a aula era às seis da manhã, o que pra mim durante as "férias" era um elemento desestimulador, mas eu achei mesmo que estava valendo a pena. Na verdade eu parei e nem sei porque, já que sinto até falta, mas pretendo voltar em breve e me forçar a fazer outros exercícios.
Bom, em julho também aconteceu mais coisas, mas isso vou deixar para o próximo post já que tenho muitas coisas para contar acumuladas.
Espero conseguir retornar de vez a minha escrita mais frequente por aqui. Na realidade eu estava mesmo sem ânimo para escrever, apesar de ter muito assunto pra falar e posts praticamente prontos na minha cabeça.
Agora que as aulas retornaram vou aproveitar para colocar tudo em dia antes que eu vire um zumbi de novo do meio para o final do período.
No mais está tudo bem. Agora todo mundo sabe que eu não morri e nem desisti do blog.
Dedicarei este post a todos os comentários que pediram  para que voltasse logo a escrever. Foi um misto de surpresa e felicidade quando vi. Afinal, você nunca acha que o que escreve pode ser realmente tão interessante a outros olhos. Fico feliz que seja e que tenham expressado isso. Resolvi voltar com este post estilo diário porque é o que mais gosto de ler em outros blogs.

Um abraço a todos. =)