6 de mar de 2011

E agora amor?


E então como a gente faz quando ama muito e cada vez mais? Quando ama de um jeito que dá aperto no peito e maluquice boba de dar tudo errado de uma hora pra outra?
Porque você sabe né, eu sou neurótica. Tenho medo da tranquilidade, apesar disso não me impedir de curti-la.
Mas meu amor como posso fazer para ficar calma quando um amor como esse é exatamente o que eu queria e pedia aos meus débeis e passados doze anos?
Hoje com vinte, e há quatro anos convivendo com essa sua cara linda e seu abraço gostoso e quentinho, às vezes páro e nem acredito. 
O que eu faço meu amor com essa minha ansiedade? E com essa minha vontade de realizar milhares de coisas ao teu lado?
Meu amor, posso dizer que sei o que eu quero agora e mais: te amar com sabor de amora mordida.
Seu lindo!

5 comentários:

Victor disse...

Quando a gente ama muito e cada vez mas o que temos que fazer é continuar amando, aah, adorei o texto e a sinceridade dele. Beijo beijo

Renata ♥ disse...

às vezes é difícil acreditar que o "felizes para sempre" existe, né? mas ó, aproveita! não é qualquer um que consegue o que você tem.
saudade! será que te vejo em alguma aula este semestre? *-*

Anna Vitória disse...

Tem é que curtir, e sorrir, e espalhar esse amor por aí, como você fez.
Ei, amei o comentário que deixou lá no blog sobre as pessoas saudáveis. Quando você começou falando que fazia Nutrição e eu vi aquele comentário enorme fiquei logo pensando que lá vinha um belo puxão de orelhas, você dizendo que eu ia morrer sedentária e diabética... hahaha, viajei! Muito legal ter um ponto de vista profissional tão sincero sobre o tópico e gostei bastante de ler o que tinha pra dizer. Obrigadão pela contribuição =)

Ah, e você perguntou sobre Blue Valentine. Eu adorei o filme. Achei uma porrada, desses que quando acaba você fica meio perdida, sabe, muito honesto, seco, intenso... verdadeiro. Triste, doído, mas adorável em algumas partes, ótimas atuações. Gostei muitão. Você curtiu?
Beijo

Renata ♥ disse...

Ah, eu andei meio desanimada com o blog. Tanta coisa pra fazer, acabei deixando de lado.
Que boooom que vamos nos ver nas aulas ainda! Você já viu que eu sou meio caladona, mas vai ser feliz estudar contigo. haha
Siiim, apaixonadinha! Quando li o seu post a vontade que tive foi de copiar e colar de tão perfeito que pareceu! shauashausa
Beijo! ;*

Mel disse...

Querida,
Tô sumida porque agora eu sou uma noiva que além de amar muito, também é neurótica... correria, tanta que eu estou cheia de espinhas no rosto! Aos 32 anos!!!!
Ontem eu comentei com a minha mãe algo assim: "mãe, quando a gente ama, a gente ama MUITO, né? Não é nada pouco...". Ela balançou a cabeça, confirmando. O que me fez falar isso ontem, pra minha mãe, foi eu estar me sentindo exatamente como você descreve neste post, lindíssimo.
beijo grande,
Mel