16 de mai de 2010

Delicadeza.

                                                                            (imagem via)

Delicadeza é uma das minhas palavras favoritas. Uma blogueira que admiro muito a tem tatuada no corpo. Impresso e pra sempre, como deve ser. Ela diz que delicadeza nunca sai de moda. Concordo muito!
Delicadeza deve existir em todos os momentos da vida, fato.
Sabe quando você está com um baita problema e quer ficar quietinha, mas alguém acaba insistindo em conversar? Você pensa "poxa legal, não custa nada dividir isso, talvez essa pessoa teha algo que eu não tenha exergado na situação a me dizer". Estou falando quando resolvemos falar de peito aberto. De quando esperamos compreensão. E o que vem de resposta? " Você está sendo imatura e egoísta ! " pontofinal.
É isso então? 
E você acaba não sabendo se é isso mesmo ou se é apenas burra de tentar dividir algo com alguém que simplesmente não pode entender a situação. Não porque ninguém nunca possa entender. Existem pessoas verdadeiramente sensíveis e com tato que mesmo não sendo você saberão dizer a coisa certa. Não é esse o caso e sim, essas pessoas existem.
Mas é nessa hora que você já angustiado com algo fica pior porque faltou delicadeza. Você poderia realmente estar sendo imatura e egoista naquele momento, mas não quer dizer que precisava escutar e muito menos como um tapa na cara.
Delicadeza senhores, transforma falas. Consequentemente causas.
Delicadeza acrescenta. E lembram da blogueira que falei no inicio? A tatuagem dela diz delicadeza que ela com certeza  é em pessoa. Eu também vou fazer uma tatuagem. A minha dirá " acrescentar " que para mim é uma outra maneira de dizer delicadeza.
E talvez eu continue com a minha falha tática de guardar tudo enrolado e amarrotado no peito. Eu sei que é errado. Mas eu acabo me resolvendo de alguma maneira e não ganho um problema novo por uma fala inoportuna.
Pessoas, não se esqueçam da delicadeza por favor.
Não a deixem de lado. Não achem que é coisa pouca.
Jamais subestime o poder de uma fala - construtiva ou destrutiva - delicada.

2 comentários:

disse...

Nunca tinha parado para pensar na beleza dessa palavra, mas concordo com você - a delicadeza pode transformar vidas. Ótimo texto! Beijo

Mel disse...

Eu também adoro esta palavra e tento nunca tirá-la da minha mente (e do meu coração).
Carol, tem uma frase que diz: "não jogueis suas pérolas aos porcos". E aos poucos a gente vai aprendendo a não fazer isso. Acho que não se trata de guardar no peito o que você sente, mas talvez escolher melhor as pessoas para abrir o seu coração. Pessoas delicadas, assim como você e sua amiga "Delicada"! rsrs

Adorei a idéia da tatoo dela...
beijos!!!