29 de set de 2010

Carolina

 

Eu sabia que a canção existia. Eu sabia que a melodia era triste. Eu sabia que Chico Buarque a tinha escrito. O que eu não sabia de verdade era que ela é realmente minha.
Carolina, nos seus olhos fundos guarda tanta dor, a dor de todo esse mundo
Eu já lhe expliquei, que não vai dar, seu pranto não vai nada ajudar
Eu já convidei para dançar, é hora, já sei, de aproveitar
Lá fora, amor, uma rosa nasceu, todo mundo sambou, uma estrela caiu
Eu bem que mostrei sorrindo, pela janela, ah que lindo
Mas Carolina não viu...
Carolina, nos seus olhos tristes, guarda tanto amor, o amor que já não existe,
Eu bem que avisei, vai acabar, de tudo lhe dei para aceitar
Mil versos cantei pra lhe agradar, agora não sei como explicar
Lá fora, amor, uma rosa morreu, uma festa acabou, nosso barco partiu
Eu bem que mostrei a ela, o tempo passou na janela e só Carolina não viu.

4 comentários:

disse...

Lindo e triste. Quase pensei que eu me chamava Carolina... =*

so sad disse...

o tempo passou na janela e só Carolina não viu.

foi assim comigo...

Mel disse...

Carol, trate de encontrar uma música linda como esta, mas tão cheia de vida quanto você é!!!! :-)))
ah, a gente sempre carrega uma tristeza nos olhos, mesmo. Precisa é fazer a fatia de felicidade sempre ser maior.
beijo

Mel disse...

Carol,
Estou andando pra lá e pra cá com uma sacola que peguei no meu trabalho. A sacola é da "Confeitaria Colombo"...hahahah.... mundo pequeno! Você falou nela hoje.
beijos!